KORINA (Limba)

By Gustavo Sá Fortes - 11:32




Embora Limba seja seu nome verdadeiro, Korina é o nome que a maioria dos guitarristas reconhece esta madeira. Tem densidade média, é estável e pesada( porém mais leve que o mogno) . Tanto no timbre quanto na textura, a Korina é muito semelhante ao mogno e é uma madeira ótima para construção de corpo e braço.

Korina é chamada por alguns especialistas de “Mogno de luxo” ou “Super Mogno”, pois apresenta uma incrível semelhança com o mogno tanto no grão da madeira quanto na sonoridade que ela produz, porém com um adicional de que a Korina possui mais presença nas frequências médias e uma resposta ainda melhor do que o mogno, sem contar de que é mais leve. Mas apesar de todas estas qualidades a simples menção da palavra Korina gera dor de cabeça em vários luthiers e construtores de guitarras.

Primeiro porque a disponibilidade da madeira é limitada e é muito difícil se encontrar esta madeira com qualidade e quantidade suficientes para se usar em larga escala. Outra dificuldade é que Korina é uma madeira complicada de se trabalhar, pois ela elimina muito rápido a umidade e esta secagem acelerada pode gerar rachaduras na madeira, o que inviabiliza o seu uso na construção de guitarras. Por conta desta característica, ao se fazer guitarras de korina é necessário descartar uma grande quantidade de madeira que racha para utilizar sempre a melhor peça. O processo de secagem da Korina é um processo delicado e que precisa ser acompanhado de perto para garantir o seu sucesso.

A Gibson tornou esta madeira famosa em 1958 quando a utilizou na construção dos modelos “futurísticos” Explorer e Flying V que hoje são guitarras super valorizadas no mercado vintage.  A PRS também usa essa madeira na construção de seus instrumentos.


Guitarra Gibson Explorer com corpo em Korina

Alguns do nome pelos quais Korina também é conhecida são: Terminalia superba, Terminalia Superb, Limba e Afara.

Algumas pessoas confundem KOA com KORINA, sendo que a semelhança é só do nome: KOA tem origem no Hawai e KORINA vem da zona tropical ocidental da África

A disponibilidade dessa madeira é bastante limitada.

Exemplo de guitarra com corpo em Korina:

 Guitarra PRS SE Singlecut Korina


  • Compartilhe:

Você pode curtir também

1 comentários

  1. Cara, muito legal este teu post, bem didático, mas estes - alguns- especialistas que você colocou como disseram que korina seria um mogno de luxo, é piada, desculpa aí, esta madeira não deu certo, foi uma tentativa, mas é uma boa tentativa, porém até hoje é valorizada pelas guitarras que são vintage ou pelas epiphones que são baratas. Não se vê custom shop com esta madeira e nem guitarristas top's em estúdio nem ao vivo, nem em reedições nem nada, nem replantações como a gibson faz com o mogno etc... Mal comparando e guardada as devidas proporções, seria o alder da fender comparado com a gaxeta do tagima.

    ResponderExcluir