20 de setembro, Dia do Baterista

By Victor Garrido - 11:05



Uma homenagem ao ritmo e ao talento


Quem gosta de música (quem não gosta?) certamente já se pegou tentando sincronizar pés e mãos no ritmo das suas músicas preferidas. Os bateristas imaginários – e são muitos – são o maior tributo que os verdadeiros responsáveis por dar pulsação a letras e melodias podem receber.

O Dia do Baterista, comemorado no dia 20 de setembro, traz uma espécie de reconhecimento oficial à admiração e, em alguns casos, à verdadeira adoração que milhões de fãs no mundo inteiro nutrem por este músico que, paradoxalmente, ainda é tido como coadjuvante. O lugar reservado a eles – geralmente, no fundo do palco, atrás dos outros integrantes de conjuntos e orquestras – reforça a ideia de discrição. O que muitos não sabem é que esta posição, segundo os especialistas, é a melhor para que os bateristas possam ouvir os demais instrumentos e, assim, ter a noção exata do andamento das músicas.

Baquetas famosas

Se nomes como Charlie Watts, do Rolling Stones, conhecido pelo temperamento reservado, e Ringo Starr, o beatle menos louvado pelo talento, costumam ficar em segundo plano, outros, como John Boham (Led Zeppelin), Keith Moon (The Who) – ambos já falecidos - e Neil Peart (Rush) dividem ou até superam o reconhecimento de outros membros das respectivas bandas. Phill Collins merece um verbete à parte: se, para muitos, é conhecido como autor de inúmeros hits, para outros sempre será lembrado como o talentoso baterista e líder do Genesis (após a saída de Peter Gabriel).

A lista de grandes bateristas da história do rock é extensa, assim como a do jazz: Buddy Rich, Gene Krupa, Art Blakey, Elvin Jones, Max Roach, Tony Williams e muitos, muitos outros. Quem é o melhor? Deixemos a resposta para quem nos lê. No Brasil, Chico Batera, Jurim Moreira, Robertinho Silva, João Barone, Wilson das Neves e Marcelo Yuka são alguns nomes famosos, seja da MPB, da música instrumental, do rock ou do samba.

Assim como não tem a pretensão de indicar quem é melhor ou mais talentoso, a Barra Music não pretende aqui esgostar a lista de grandes nomes da bateria. Se, entre os mais conhecidos, corremos o risco de cometer injustiças, sabemos que existem milhares  de profissionais anônimos e igualmente talentosos que merecem todo o reconhecimento nesta data. Sem falar nos amadores e amantes deste instrumento, ou, se preferirem, conjunto de pratos e tambores.
Por falar nisso: baquetas para o alto e que rufem os tambores em homenagem a todos os bateristas!

  • Compartilhe:

Você pode curtir também

0 comentários